O SOCIALISMO É UM DISTÚRBIO MENTAL
(09/02/2018)
Examinando acontecimentos recentes no Brasil e no mundo, não há como refutar a triste verdade que o socialismo é um distúrbio mental grave, praticamente incurável.

marilena_chaui

Embora o processo que leva uma pessoa a sofrer esse distúrbio mental ainda não seja completamente conhecido pela medicina, não é difícil, mesmo para um leigo reconhecer quem sofre desse distúrbio.
Basta observar os seguintes sintomas externos:

– Alucinações sobre uma Utopia, em perfeita paz, sem ditadores ou guerras;
– Percepção surrealista de haver suprimento inesgotável de dinheiro alheio para sustentar uma gigantesca burocracia e programas assistenciais para todos;
– Uma ideia obsessiva de que o capitalismo é perverso e tem que ser destruído;
– Medo paranoico da liberdade e de um governo limitado;
– Uma ilusão insana de que o socialismo é a melhor coisa do mundo e não importa em      quantos países já tenha fracassado ou quantos milhões de pessoas tenham sido               assassinadas;
– Negação de qualquer resultado de eleições que não sejam vencidas por quaisquer candidatos que não sejam socialistas;
– Negação de quaisquer decisões judiciais que não absolvam socialistas ou não
   condenem capitalistas;
– Obsessiva vontade de calar ou matar quem discorda.

Examinando acontecimentos recentes ocorridos no Brasil, como a demissão da incompetente Dilma Rousseff e a condenação do corrupto Lula, dá para ter uma vaga ideia de como funciona o cérebro dos socialistas.

Presenciamos a choradeira histérica dos socialistas com as condenações dos “Mensaleiros” e dos corruptos do “Petrolão”, descobertos e condenados pela “Operação Lava Jato” e ainda assim são saudados como “Guerreiros do Povo Brasileiro” pelos petistas.

Para demonstrar que o socialismo é mesmo um distúrbio mental, vamos comparar o comportamento de quem votou em Aécio Neves e Dilma Roussef.

A maioria dos que votaram em Aécio o querem preso, após ser descoberto que ele recebeu propina e malversou dinheiro público. Já quem votou em Lula ou Dilma, persistem em querer que não sejam punidos pelos crimes deles ou sequer reconhecem que eles tenham cometido crimes, embora as provas sejam avassaladoras.

No plano internacional, basta ver a reação dos socialistas estadunidenses ao resultado das eleições presidenciais de 2016, nas quais o controvertido empresário Donald Trump venceu de lavada a esquerdista e corrupta Hillary Clinton, dentro das mesmas regras que vêm sendo praticadas há séculos.

Chelsea Handler

Quase um ano e meio após as eleições, com resultados expressivos na economia norte-americana e com o cumprimento quase literal das principais promessas de campanha de Trump, os esquerdistas continuam negando-se a aceitar o resultado daquelas eleições, promovendo manifestações de protesto, como o caso de um grupo histérico gritando e uivando para os céus, inconformados com a derrota.

Outros formaram grupos de terapia de apoio para poderem conviver com a inaceitável realidade, sob orientação de psicanalistas socialistas, é claro.

A obsessão é tão forte, que levou a comediante Chelsea Handler a largar a profissão e passar o tempo integral numa “Cruzada” anti-Trump. Sem falar nos pronunciamentos viscerais de celebridades como Madonna, que expressou ter uma vontade irresistível de explodir a Casa Branca, sede do governo norte-americano.

Do outro lado do Oceano Atlântico, temos a histeria socialista contra o resultado do plebiscito sobre a saída do Reino Unido da União Europeia. O “Brexit”, como foi chamado o plebiscito, foi vencido pelos partidários da saída por 52% a 48%..

Em 2018 foi lançada uma campanha, com dinheiro do multibilionário globalista George Soros, para a realização de novo plebiscito sobre o Brexit, com alegação dos perdedores de que o povo inglês agora pensa diferente de 2015.

Voltando ao nosso Brasil, temos visto intelectuais e jornalistas, de comportamento jornalisticamente isento e imparcial, revelarem-se repentinamente com manifestações recidivas de comportamento socialista.

Durante as eleições presidenciais norte-americanos, vimos Diogo Mainardi, Merval Pereira, Reinaldo Azevedo, Gerson Camarotti, Renata Lo Prete e outros, torcerem pela esquerdista e corrupta Hillary Clinton, comportando-se como colegiais adolescentes.

Alguns deles se recuperaram, mas outros, como Reinaldo Azevedo, foram tragados definitivamente pelo lado negro da força.

Tudo isso e mais milhares de manifestações de socialistas por todo o mundo, não deixa dúvidas sobre o socialismo ser um distúrbio mental grave.

                                                             Luigi B. Silvi

Ir para a Página Principal do Blog
Contato: spacelad43@gmail.com
Youtube: http://www.youtube.com/c/LuigiBSilvi
Twitter: @spacelad43