Fracassou o Grande Reinício Globalista de 2021

(28/10/2021)

Em meados de 2020, quase toda a velha mídia internacional passou a emitir uma frase que dizia “Vamos Reconstruir Melhor”, referindo-se à retomada da vida “normal” depois da pandemia.

Essa frase foi lançada pelo Fórum Econômico Mundial”, criado por Klaus Schwab, para liderar o mundo depois do “Grande Reinício” (Great Reset).

A frase fica mais bonita em inglês “Let’s Build Back Better” e foi exaustivamente repetida pelos principais líderes mundiais globalistas (Angela Merkel, Boris Johnson, Mário Draghi, Emmanuel Macron, Joe Biden e outros).

Até a nossa Suprema Corte divulgou sua adesão à Agenda 2030 da ONU, que, naturalmente, contempla o “Grande Reinício”.

E por que afirmo que o “Grande Reinício” fracassou?

Afirmo porque, para ter sucesso, o plano precisava criar uma crise internacional de gigantescas proporções. O grupo globalista já havia tentado em outras ocasiões fazer isso, sem sucesso, como aconteceu em 2009, com a gripe H1N1.

As tentativas já vinham acontecendo desde o fim da segunda guerra mundial, com a criação da ONU e da União Europeia.

Em abril de 2020, as estimativas alarmistas do grupo globalista, largamente apoiado pela velha mídia, alardeava que a pandemia ceifaria mais de 20 milhões de vidas no ocidente até o final do ano. Só no Brasil estimavam a ocorrência de mais de 3 milhões de mortes até agosto de 2020.

O então Ministro da Saúde, Henrique Mandetta, dizia que haveria até 4 milhões de mortes no Brasil, até o final de 2020. Estimava que pela primeira vez na história, a população brasileira ia ser reduzida.

Para que as estimativas se confirmassem, era necessário que não houvesse tratamento dos doentes, daí surgiu o mantra do Mandetta, “Fique em casa até sentir falta de ar” e “Só procure o hospital depois de sentir falta de ar”. O mantra foi adotado fervorosamente por toda a velha mídia e seus artistas arautos do pânico.

Pela primeira vez na história, a “ciência” recomendava deixarem a doença agravar-se bastante antes de procurar tratamento, contrariando o princípio vigente de diagnóstico e tratamento imediato de todas as doenças anteriores.

Para garantir o sucesso do plano, também era necessário gerar uma crise econômica e desabastecimento, daí surgiram as hashtags “#FiqueEmCasa, que a economia a gente vê depois”.

Quem não lembra das frases repetidas à exaustão: o lockdown é só por 15 dias para os hospitais se prepararem; Covid não tem tratamento; é só até termos a vacina; só a vacina vai nos fazer voltar à vida normal; a vacina é só mais uma forma de prevenção; temos que continuar a usar máscara e praticar o distanciamento social; a Covid não tem cura.

E quem não lembra de governadores “comprando”, sem licitação milhares de respiradores, que nunca foram entregues e construindo “hospitais de campanha”, que nunca foram usados?

E prefeitos cavando sepulturas e comprando caixões e sacos plásticos para armazenar e sepultar milhares de cadáveres, que nunca apareceram?

Tem caso do Hospital Moinhos de Ventos, de Porto Alegre, que alugou containers frigoríficos para armazenar cadáveres e foi desmascarado por este vídeo de um cidadão consciente.

A ex-atriz esquerdista, Jane Fonda, chegou a publicar um vídeo louvando a oportunidade que a pandemia estava dando ao mundo para livrar-se do conservador Donald Trump e propiciar o “Grande Reinício” globalista. O vídeo pode ser visto neste link.

O plano era de reduzir a população mundial ou pelo menos aplacar seu crescimento, pela morte da maioria das pessoas idosas, doentes ou de saúde frágil, sobrevivendo apenas pessoas saudáveis e dóceis.

Estavam tão confiantes no sucesso do plano, que até estabeleceram a data do “Grande Reinício” para 01/01/2021.

O sonhado “Grande Reinício” globalista fracassou. porque, graças ao seu natural instinto de sobrevivência, as pessoas agarraram todas as formas de prevenir-se e tratar da doença, criada e espalhada, propositalmente, pelo chineses, com ajuda de várias agências de governos ocidentais, principalmente do Instituto de Saúde dos EUA, liderado pelo acólito globalista Anthony Fauci.

Neste vídeo, Fauci admite ter financiado estudos sobre o Coronavírus no laboratório estatal chinês de Wuhan, onde tudo começou. A televisão italiana já mostrava, neste vídeo de 2015, a preocupação com as experiências dos chineses.

Muitos médicos se expuseram ao espalharem notícias sobre várias formas de prevenção e tratamento da COVID, com higiene e medicamentos, como Ivermectina, Hidroxicloroquina, Proxulatamida e outros.

O Presidente Jair Bolsonaro foi muito criticado por divulgar que se curou usando Hidroxicloroquina. Donald Trump fez o mesmo nos EUA.

O resultado é que até outubro de 2021, mais de um ano e meio depois do início da pandemia e apesar de terem inflacionado os números de mortes em todo o Ocidente, morreram menos de 5 milhões de pessoas em todo o mundo. No Brasil morreram pouco mais de 600 mil.

O “Grande Reinício” de 2021 fracassou, mas os globalistas não vão desistir tão facilmente de criarem o seu “mundo ideal”, dominado por uma pequena elite aristocrática, servida por fiéis servos, saudáveis e submissos.

Mas nós, aqui no Brasil, podemos ficar tranquilos, por enquanto, porque aqui o vírus só vai recomeçar a atacar alguns dias depois do carnaval, como aconteceu em 2020;

Luigi Benesilvi

-o-o-o-

NOTA

Se o plano do “grande reinício” tivesse dado certo, a vacina seria obrigatória, os não vacinados estariam sendo levados a campos de concentração e Bolsonaro estaria preso por genocídio ou exilado.

Ir para a Página Principal do Blog
Youtube: http://www.youtube.com/c/LuigiBSilvi

Rumble: https://rumble.com/user/Benesilvi

Bomperfil.com@luigibenesilvi

Twitter: @spacelad43

Contato: spacelad43@gmail.com